Cozinha com HistóriasA Elegia do Porco
Oficina gastronómica
por Sasha Assis Lima e Cristina Rodrigues Pereira
Palácio do Sobralinho, 14 Nov 16:00 (inclui degustação)

O porco é um animal excepcional, o seu antepassado porco montês ou javali já era representado nas pinturas rupestres. Mais tarde foi domesticado e a sua importância era tal que se tornou divindade, símbolo de fertilidade e prosperidade. Nalgumas religiões, porém, é considerado um animal impuro, como no judaísmo e no islamismo, mas tudo tem a sua história…
O porco foi a base da alimentação de famílias durante milénios e possuir um porco gordinho era sinal de abastança.
É um animal que se cria sem grandes dificuldades, tratando-se de uma espécie omnívora com um olfacto muito apurado que se alimenta de tudo, acumulando também essa função recicladora visto que comia os restos.
A matança do porco reunia família e amigos, sendo um momento de celebração e de partilha em que nada era desperdiçado…

 

Ementa
Petiscos de Porco do Norte e Sul de Portugal
Carne de Porco com Castanhas
Pudim Abade de Priscos
Vinhos Casa da Carvalha

Apresentação e confecção
Sasha Assis Lima e Cristina Rodrigues Pereira

Inscrições limitadas a 20 participantes
Local/Hora: Cozinha do Palácio do Sobralinho, 14 Novembro 16:00

 

Sasha Assis Lima Doutorada em Biologia (variante Ecologia Evolutiva) pela Universidade do estado do Arizona em Tucson. Paralelamente, tem desenvolvido um trabalho de pesquisa sobre a alimentação, em relação ao uso da terra e às tradições, através das fontes históricas, científicas e orais. Em Portugal, o tópico da alimentação e o interesse por redescobrir práticas antigas de gastronomia e a reutilização de produtos esquecidos, levou-a a colaborar com o Centro das Artes Culinárias do Mercado de Santa Clara, através de exposições de que foi comissária, tal como “Errâncias no Laranjal”, “Lacticínios, territórios e produtos” e “O Vinho e as Castas”. Colaborou também em “Alguidares, um utensílio para todo o Mediterrâneo” e “Comeres nómadas”. Como associada do Centro das Artes Culinárias, criou a Garrafeira que se propunha ser um centro de educação e degustação e, criou vários eventos de provas de vinhos, entre os quais o evento organizado para a Sciena e a Universidade do Algarve: A Pesca e a Gastronomia (os 40 brancos para acompanhar peixe).

Cristina Rodrigues Pereira Guia-intérprete nacional, licenciada em Turismo e Património pelo INP, ex-docente desta escola. Pós-graduação em Gestão de Ensino à Distãncia pela Universidade Complutense de Madrid. Membro da direcção e co-fundadora da Inestética Associação Cultural de Novas Ideias, membro da equipa dinamizadora de eventos do projecto Palácio – Espaço de Difusão das Artes, nomeadamente do espaço de debate FALA! Propostas para este Milénio e Cozinha com Histórias – Oficinas Gastronómicas. É ainda a responsável pelo catering da equipa e dos artistas convidados no âmbito da programação do Palácio – Espaço de Criação e Difusão das Artes (Palácio do Sobralinho).

Imagem no cartaz: Jovem preparando cabeça de porco após sacrifício. Vaso Grécia, 360-340 a.C.