Workshop de Performance e Experimentação Artística

por Alexandre Lyra Leite
Palácio do Sobralinho, 7 e 8 Maio 2016


Workshop Performance e Experimentação Artística

Este workshop constitui uma introdução à performance, género artístico que se caracteriza pela sua dimensão multidisciplinar.
Será explorado o cruzamento da linguagem teatral/performativa com o vídeo, som e imagem, numa perspectiva de valorização do processo experimental de criação e pesquisa.
O workshop decorrerá durante dois dias consecutivos, em diferentes espaços do Palácio do Sobralinho, e durante as sessões de trabalho serão desenvolvidos objectos artísticos individuais e colectivos, a partir de propostas temáticas, visuais e espaciais (site-specific).
Destina-se a todas as pessoas interessadas pelas artes do espectáculo, actores, bailarinos, músicos, fotógrafos, artistas plásticos, designers e estudantes, que queiram explorar novas metodologias artísticas.

Palácio do Sobralinho
Datas: Sab 7 e Dom 8 Maio 2016
Horário: Sab 11:00 – 17:30 / Dom 11:00 – 17:30 (com pausa para almoço)
Formador: Alexandre Lyra Leite


Alexandre Lyra Leite

Encenador, realizador e autor.
Estudou Cinema na ESTC – Escola Superior de Teatro e Cinema e Produção e Gestão Teatral no IFICT – Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral, em Lisboa.
Em 1991 fundou a Inestética companhia teatral, onde ainda desenvolve actividade como director artístico, encenador e autor. Para além de vários textos originais, encenou espectáculos a partir de Franz Kafka, Edgar Allan Poe, Italo Calvino, William Blake, Roberto Corte, Tristan Tzara e Stalislaw Lem, entre outros.
Director artístico do projecto PALÁCIO – Espaço de Criação e Difusão das Artes, Palácio do Sobralinho, desde 2013.
Formador na ETIC – Escola Técnica de Imagem e Comunicação, Lisboa, nos cursos de Realização, Vídeo e Animação 2D/3D. Entre 2010 e 2012 foi Professor no Curso Superior de Produção Multimédia Interactiva, IPA – Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos, Lisboa.
Participou em vários festivais nacionais e internacionais de teatro, encenou duas óperas de câmara e vários musicais infantis (para a Universal Music Portugal).
Foi premiado em três edições do Concurso “O Teatro na Década”, organizado pelo CPAI – Clube Português de Artes e Ideias, e bolseiro na área de Artes do Espectáculo / Teatro, do Centro Nacional de Cultura e da Fundação Calouste Gulbenkian, ao abrigo do Programa Novos Encenadores.
Realizou diversos videoclips, spots publicitários e vídeos experimentais e dirige regularmente workshops de formação teatral e escrita cinematográfica.

No domínio da performance apresentou “Maiko” (2009), “Maiko Express” (2010), “Comfort Zone” (2011), “Empty Space” (para o Festival InShadow, em 2011) e “Début” (2013), entre outros projectos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *