Guitarras EmCanto, 7 Abr

“No tempo da Armada Invencível”
Poesia inglesa e ibérica na época de Shakespeare (1564-1616)

Palácio do Sobralinho
Dom 7 Abril 2019, 18:00
7,5€ / 5€ (desconto jovens <25 anos)

RESERVAR

Guitarras EmCanto
Canto – Ana Paula Russo
Guitarra – Rui Nabais, Rui Paiva, Nuno Santos, Ricardo Nogueira

“No tempo da Armada Invencível”
Poesia inglesa e ibérica na época de Shakespeare (1564-1616)

Programa

Em cena com Shakespeare (1564-1616):
– Thomas Morley (1557–1602), “O mistress mine” (“Twelfth Night”)
– P. Humphrey (1647–1674), “A poor soul sat sighing” (“Othelo”)
– Thomas Morley (1557-1602), “It was a lover and his lass” (“As You Like It”)
– Soneto XVI – Shakespeare, Shall I compare thee to a summer’s day? (Se te comparo a um dia de verão)
– 4 Peças de Wiliam Lawes (1602–1645): 1-Pavane 2–Almaine 3-Serabrand 4–Alemande
– P. Sculthorpe (1929–2014), “O mistress mine” (“Twelfth Night”)
“Come away, come away, Death” (“Twelfth Night”)
– Luís de Camões, soneto (escrito aquando da morte da Infanta D. Maria de Portugal, em 1577) Que levas, cruel Morte? Um claro dia.
– Ravel, “Pavana para uma infanta defunta” (4 guitaras)

O tempo de Miguel de Cervantes (1547–1616):
– J. Rodrigo (1901–1999), “Coplas del Pastor Enamorado” – Lope de Vega (1562– 1635)
– F.G. Lorca (1898–1936), “Las morilas de Jaen” (anon. SecXVI)
– Luis de Góngora (1561–1627), “A Córdoba” (poema dito)
– I. Albeniz (1860–1909), “Córdoba” (3 guitaras)
– J. Rodrigo (1901–1999), “De los alamos vengo, madre” (anon. SecXVI)

Guitaras EmCanto é uma formação constituída por um quarteto de guitaras e voz, constituído por músicos com grande experiência profissional, quer individual quer em formações de câmara, bem como no ensino da música, exercendo atividade em diversas Academias de Música e no Conservatório Nacional. Tem-se apresentado em público em diversos locais, (ex: o Convento dos Capuchos, o Palácio do Sobralinho, Cine teatro Grandolense, a Fortaleza de Santiago em Sesimbra, o Museu Nacional da Música, o Cine Teatro Almadense) em programas de formações diversas-Canto e Guitara, Quarteto de Guitaras ou Canto e Trio de Guitaras – que englobam compositores do séc.XVI ao séc.XX. A riqueza de reportório e de formação instrumental e o nível de interpretação tem encontrado grande aceitação por parte do público.