Interior Presente, 6 a 9 Mai

de Sofia Silva
com José Grossinho e Marta Cerqueira
música de Carlos Marecos
Inestética

Palácio do Sobralinho
6 a 9 Maio 2021

Qui e Sex 21:00 / Sab e Dom 11:00
Estreia
M/6

Interior Presente

O que somos nós, enquanto seres individuais que habitamos o nosso corpo? O que pensamos, o que sentimos na relação connosco próprios quando estamos a sós? Quais são as nossas questões internas mais profundas quando nos encontramos no silêncio do exterior e no nosso ruído interior?

Em 2019 senti a vontade de fazer um projecto em torno do “ruído interno”, do nosso ruído interno quando nos encontramos a sós connosco próprios, quando nos escutamos no silêncio do exterior. Inicialmente dei o nome ao projecto de “Questões para Dançar” e mais tarde mudei para “Interior Presente”.
Em Março de 2020, com o isolamento lancei algumas perguntas/reflexões a um grupo de pessoas, interessava-me também ouvir o ruído de outros “interiores”. 

A par com esta pesquisa, tenho também centrado o meu foco na observação lenta de um grupo de pessoas com psicopatologias, que chegam até mim com relatos das suas vivências. Estes relatos nem sempre são só verbais, são também do corpo e do comportamento e que comunicam o que sentem… 

– Sofia Silva –

Interior Presente, de Sofia Silva

fotos © Pedro Barão da Cunha

Ficha Artística

Criação Coreográfica Sofia Silva
Criação Musical Carlos Marecos
Interpretação José Grossinho e Marta Cerqueira
Fotografia Pedro Barão da Cunha
Imagem e Edição vídeo Vítor Hugo Costa / Metafilmes
Colaboração para a Pesquisa Tânia Damião, Tatiana Chiochiu
Arranjo de Figurinos Ondina Teixeira
Direcção Técnica Fernando Tavares
Produção Inestética 2021

Estrutura financiada por República Portuguesa – Cultura / DGArtes e Câmara Municipal de Vila Franca de Xira
Apoios União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho, Imarte – Design, Arte Franca – Publicidade, Materiais Diversos (Bolsa de Residência), Metafilmes
Apoio às Residências Artísticas Companhia Olga Roriz, CAB/ Centro Coreográfico de Lisboa, Câmara Municipal Vila Franca de Xira, Materiais Diversos/ Estúdios Victor Cordon

Agradecimentos Daniela Leal, Filipa Teixeira, Inês Veiga, Joana Ratão, Margarida Marecos, Mark Serrano, Ondina Teixeira, Paula Pinto, Rita Seabra, Rossana Appolloni, Sara Afonso, Sofia Soromenho, Susana Serralha, Viviane Almeida

Duração aprox.: 50 min | M/6 anos


Biografias

Sofia Silva | coreógrafa

Natural de Lisboa, artista independente, desenvolve o seu trabalho de criação e formação em Dança Contemporânea. Apresentou espectáculos de sua autoria em Portugal, Holanda, Espanha, Escócia, Luxemburgo e Palestina. Destaca das suas criações: Imagens de Dentro (1994); Abismos Internos (1996); Sensações que ficam (1997); Proximidades (1997); Transformações Nocturnas (2000); Imaginário (2001); Raízes Cor de Rosa (2002); Um Novo Corpo (2003); Branco (2004); Inside (2005); Sobre o Amor (2006); Delicado (2007); I Can’t (2008); Veralipsi (2010); Mute (2010); Como Podes Ver o Meu Movimento se Ele Não é Perceptível ao Olhar (2011); A Cabra Bailarina (2012); Tempo do Corpo (2013, 2014,2015); Natural (2016). Colaborou em projectos de criação transdisciplinar; em cruzamento com a Dança e outras áreas artísticas; Artes Plásticas – “Como Podes Ver o Meu Movimento, se Ele Não é Perceptível ao Olhar” com Rochel Haley (2011); Fotografia – “Exposição Pina Baush” e “Tempo do Corpo”com Pedro Barão da Cunha (2012 e 2013);  Cinema – “Antes de Existir” de Luís Piranha Gonçalves (2016); Teatro – “Début” e “Noir” de Alexandre Lyra Leite (2013 e 2018);  Música – “Trípitico” com Carlos Marecos (2020).

Carlos Marecos | compositor

Doutorado em Música pela Universidade de Aveiro, também diplomado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Prémio Lopes-Graça, em 1999 e 2000. Docente na ESML, onde dirige o ClusterLAB ensemble, desenvolvendo um intenso trabalho de investigação, no pólo ESML/IPL do CESEM, como membro integrado. Tem apresentado obras em festivais nacionais e internacionais e colaborado com o teatro e a dança contemporânea, com João Brites, Luís Miguel Cintra, Paulo Lages e José Russo, Madalena Victorino e Vera Mantero.

José Grossinho | músico e produtor musical

Licenciado em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa e Mestre em Acústica e Tecnologias da Música pela Universidade de Edimburgo, estudou também Guitarra Clássica, Guitarra Eléctrica, Guitarra Portuguesa, Bandolim e Bateria, e fez várias formações nos domínios da Acústica Musical, Tecnologias Aplicadas à Música, Pedagogia e Didáctica da Música, e Direcção Coral e de Orquestra.
Como músico co-fundou e dirige o Tejo Ensemble, dedicado aos cruzamentos da música popular com a música erudita. Também co-fundou o Electroville Jukebox, dedicado à música contemporânea, experimental ou improvisada. Colaborou em vários projectos de criação musical, nas áreas da ópera, música de câmara, música/espetáculos para a infância, e mais recentemente espectáculos de teatro. Trabalha regularmente com grupos de músicos amadores seja ao nível da direcção musical ou da produção áudio.
Como produtor musical trabalhou com diversos músicos como Ana Telles, Americ’Antiga Coro & Orquestra, Gueladjo Sané, Rui Baeta, entre outros. Realizou vários trabalhos no domínio da ópera contemporânea e no campo da música para a infância. Foi co-produtor do projecto “Nha Mininu” que culminou com a edição de um CD de música tradicional infantil da Guiné-Bissau, baseado em gravações recolhidas no terreno em Maio e Junho de 2017.

Marta Cerqueira | bailarina

Dedica-se à pesquisa e concepção de diversos projectos de criação artística, principalmente na área das artes performativas (dança e teatro) e também através de trabalhos de instalação, vídeo e cinema.
Com uma sólida formação em dança clássica e moderna completou o curso no Conservatório Nacional de Lisboa/2001. Na qualidade de bolseira do IPAI desenvolveu um programa de estudos em Nova York; prosseguindo a sua formação em Berlim e Lisboa onde frequentou o Curso de Coreografia da Fundação Calouste Gulbenkian.
Desde cedo fez notar o interesse em abordagens multidisciplinares: COLINA04(PT), Point to Pointe Program, 4th Asia- Europe Dance Forum/06(PL) tendo trabalhado como intérprete e em co-criação com diversos coreógrafos e encenadores, apresentando-se em Portugal, Espanha, França, Suiça, Alemanha, Holanda, Polónia, Grécia, Líbano, Suécia, Noruega, Finlândia, Escócia, Canadá, Argentina e Brasil.
Destaca o trabalho em colaboração, nas peças de dança de Sofia Dias & Vitor Roriz, como assistente no projecto Prisão de Marlene Monteiro Freitas e a reposição da peça Tecedura do Caos de Tânia Carvalho para a CNB.
Criou: MUTE, um solo de dança que continua a apresentar e a desenvolver em parceria com o compositor e artista visual João Bento. #5 balancé, da colecção Dança de Materiais Inertes, uma instalação em redor de uma escultura que contém som e movimento, criada em conjunto com o músico e compositor Simão Costa. SubLinhar, espectáculo de dança contemporânea para crianças, peça selecionada pelo Aerowaves Twenty21. Apoiada pela Fundação GDA, concluiu o curso de certificação para professores do método DanceAbility orientado por Alito Alessi.

fotos © Pedro Barão da Cunha