Cozinha com Histórias

Tertúlias gastronómicas no Palácio do Sobralinho

um projecto de Cristina Rodrigues Pereira
em colaboração com Maria João Martinho e Sasha Assis Lima

Sessões

Cristina Rodrigues Pereira Guia-intérprete nacional, licenciada em Turismo e Património pelo INP, ex-docente desta escola. Pós-graduação em Gestão de Ensino à Distãncia pela Universidade Complutense de Madrid. Membro da direcção e co-fundadora da Inestética Associação Cultural de Novas Ideias, membro da equipa dinamizadora de eventos do projecto Palácio – Espaço de Difusão das Artes, nomeadamente do espaço de debate FALA! Propostas para este Milénio e Cozinha com Histórias – Oficinas Gastronómicas. É ainda a responsável pelo catering da equipa e dos artistas convidados no âmbito da programação do Palácio – Espaço de Criação e Difusão das Artes (Palácio do Sobralinho).

Maria João Martinho Licenciada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desempenha desde 1999 funções no Museu Municipal de Vila Franca de Xira, onde se dedica ao estudo, salvaguarda e divulgação da história e património culturais daquele concelho. A par da sua profissão, tem um verdadeiro amor pela arte de cozinhar, tendo participado em diversos workshops, designadamente com Isabel Zibaia Rafael (autora do blogue “Cinco Quartos de Laranja”, premiado em 2011, 2012 e 2014 como o melhor blogue do ano na área de culinária gastronomia pelos leitores), de Célio Cruz (autor do blogue “Sweet Gula) ou de Sílvia Martins (autora do blogue “Bocadinhos de Açúcar”). Foi um dos seis vencedores do passatempo lançado, no final de 2014 pela empresa Riberalves, o que lhe permitiu cozinhar com o chef José Avillez, premiado com duas estrelas Michelin. É autora de workshops dedicados à cozinha vegetariana, desde setembro de 2014, bem como da página do facebook Art & Cook, dedicada ao tema da culinária. Participou igualmente no programa “Cook Off – Duelo de Sabores”, na RTP.

Sasha Assis Lima Doutorada em Biologia (variante Ecologia Evolutiva) pela Universidade do estado do Arizona em Tucson. Paralelamente, tem desenvolvido um trabalho de pesquisa sobre a alimentação, em relação ao uso da terra e às tradições, através das fontes históricas, científicas e orais. Em Portugal, o tópico da alimentação e o interesse por redescobrir práticas antigas de gastronomia e a reutilização de produtos esquecidos, levou-a a colaborar com o Centro das Artes Culinárias do Mercado de Santa Clara, através de exposições de que foi comissária, tal como “Errâncias no Laranjal”, “Lacticínios, territórios e produtos” e “O Vinho e as Castas”. Colaborou também em “Alguidares, um utensílio para todo o Mediterrâneo” e “Comeres nómadas”. Como associada do Centro das Artes Culinárias, criou a Garrafeira que se propunha ser um centro de educação e degustação e, criou vários eventos de provas de vinhos, entre os quais o evento organizado para a Sciena e a Universidade do Algarve: A Pesca e a Gastronomia (os 40 brancos para acompanhar peixe).